SOBRE O PONTO DE MEMÓRIA

 

     No VI Seminário das Humanidades, o último, que aconteceu no período de 12 a 15 de novembro de 2021, foi criado o Ponto de Memória Cotaxé, ou de certa forma reconhecido, através do edital da Secretaria Estadual de Cultura do ES (Secult-ES) e com isso conquistamos mais esta vitória que vem somar ao nosso trabalho coletivo de fortalecimento da memória das lutas camponesas na região, pois isso mostra a nossa seriedade, empenho e persistência no desenvolvimento deste projeto, o que nos proporciona credibilidade para receber novos parceiros.

      Uma prova disso foi a visita feita à comunidade de Cotaxé por vários amigos e amigas da Grande Vitória, lideranças do MST de Nova Venécia, Pinheiros e Ecoporanga, em 09 de janeiro de 2022, quando nos reunimos com moradores locais e inauguramos a placa Memorial Cotaxé, com isso foi lançada a pedra fundamental da nossa Universidade Livre, que terá como sede o imóvel adquirido no distrito pela valorosa companheira Tânia Araújo e no qual pretendemos utilizar também como espaço de museu, residência, atividades culturais, estudos e pesquisas, enfim, um espaço de convivência para a população local e visitantes.

       O nosso Ponto de Memória, que até então estava estruturado nas pessoas envolvidas com o projeto, nesta página e no Instagram, livros, trabalhos acadêmicos, agora conta também com instrumentos materiais, como a placa e o imóvel adquirido, que abrem perspectivas de ampliar ainda mais o nosso trabalho e trazer novos parceiros. Sem contar que fortalece ainda mais a centralidade das nossas ações em Cotaxé e que acabam irradiando para todo o município.

        São conquistas muito importantes num espaço de tempo tão curto, desde a realização do VI Seminário, o que aumenta a nossa responsabilidade, dos desafios que estão colocados, porém com a nossa dedicação, disciplina de trabalho e tanta gente qualificada se colocando à disposição para contribuir, não temos dúvidas que podemos avançar muito mais, principalmente da viabilização da Universidade Livre de Cotaxé e das Lutas Camponesas do ES, o que vem endossar ainda mais a marca de Capital das Lutas Camponesas do ES, deste distrito situado no extremo noroeste capixaba.  

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  Por Vander Costa